therunawayjournal:

Ele abaixou a cabeça por um minuto, tampou os ouvidos e engoliu todas as suas lágrimas. Não queria mais que ninguém tentasse viver, prejudicar ou acabar com a vida que estava construindo.- É tão difícil viver em paz? Sem futilidade? Sem pessoas querendo me arruinar? Não posso acordar um único dia se quer sem que eu seja assunto de alguma coisa?Chorava horas e horas por isso. Essas pessoas invejosas o feriam tanto.Passou a se fechar para todos e viu que só restaram poucos. Eram aqueles que nunca abririam a boca para colocar o seu nome em uma conversa qualquer. Só aqueles que sentiam orgulho ao se referir a ele. Aqueles leais.
De tanto se irritar, logo estava numa noite pensando se valia a pena. NÃO.Antes ele pensava, agora nem fazia mais isso.Percebeu que se continuasse, seria fraco igual aquele que era petulante, ridículo igual ao babaca que queria fazer intrigas ou fofocas.E ele não era nada disso. Começou a tratar todos com respeito, porém adaptou seu olhar a uma espécie de visão “raio x”. Um super poder que ele mesmo adquiriu e conseguia captar quem realmente era do bem e quem era do mal.Ria e tinha pena dos coitados que nascem com uma vida, mas querem ter todas.Daqueles que se acham Deus e comandantes do mundo.Esses sim, vão ter sérios problemas no futuro.Sabe porque?Porque covardes como tais vão se apegar tanto ao próximo que vão se esquecer de viver a própria vida. E dai meu amigo, ele poderia dizer uma coisa. Era inteligente demais para cometer um erro tão imbecil quanto esquecer de viver sua própria vida.Mandou todos a merda e riu mais um pouco, porque não seria naquele momento que pessoas fracassadas deixariam de aparecer.Pelo contrário, apareciam mais e mais. Falavam cada vez mais.E tudo simplesmente pelo fato de que ele não se importava mais. Quanto menos dava atenção, mais falavam.E por ai continuou, apenas fechou a sua porta e colocou o aviso “Não Perturbe”.E aquele que aparecesse em seu caminho para provocar, esse sim teria problemas.Ele seria tão superior em não julgar, que a pessoa colocaria todo o seu veneno de volta na boca e acabaria envenenada por si mesma.É, ele era inteligente demais pra tudo isso.Ele sim foi bravo.Ele é aquele que acredita em si mesmo.Ele é aquele que não fala do outro e que pensa mil vezes antes de comentar.Ele é aquele fiel, digno de palavra.Ele pode ser eu, você ou todos nós.Só basta você pensar e ser corajoso o bastante pra saber se quer subir na vida ou continuar idolatrando o outro. E só irracionais e gente de cabeça pequena, com vida fútil escolhe querer viver a vida de alguém. Pessoas que não sabem o que é ser Homem ou Mulher de verdade, de encarar os outros, não com força, com os olhos, cabeça erguida e palavras.O mundo está do jeito que está porque falta coragem.São poucos os bravos. São poucos os “eles”.E de uma coisa era certa, ele morreu rindo.(Rodrigo Burgese - Não Perturbe)

therunawayjournal:

Ele abaixou a cabeça por um minuto, tampou os ouvidos e engoliu todas as suas lágrimas. 
Não queria mais que ninguém tentasse viver, prejudicar ou acabar com a vida que estava construindo.
- É tão difícil viver em paz? Sem futilidade? Sem pessoas querendo me arruinar? Não posso acordar um único dia se quer sem que eu seja assunto de alguma coisa?

Chorava horas e horas por isso.
Essas pessoas invejosas o feriam tanto.
Passou a se fechar para todos e viu que só restaram poucos. Eram aqueles que nunca abririam a boca para colocar o seu nome em uma conversa qualquer. Só aqueles que sentiam orgulho ao se referir a ele. Aqueles leais.

De tanto se irritar, logo estava numa noite pensando se valia a pena. NÃO.
Antes ele pensava, agora nem fazia mais isso.
Percebeu que se continuasse, seria fraco igual aquele que era petulante, ridículo igual ao babaca que queria fazer intrigas ou fofocas.
E ele não era nada disso. 
Começou a tratar todos com respeito, porém adaptou seu olhar a uma espécie de visão “raio x”. Um super poder que ele mesmo adquiriu e conseguia captar quem realmente era do bem e quem era do mal.
Ria e tinha pena dos coitados que nascem com uma vida, mas querem ter todas.
Daqueles que se acham Deus e comandantes do mundo.
Esses sim, vão ter sérios problemas no futuro.
Sabe porque?
Porque covardes como tais vão se apegar tanto ao próximo que vão se esquecer de viver a própria vida. 
E dai meu amigo, ele poderia dizer uma coisa. Era inteligente demais para cometer um erro tão imbecil quanto esquecer de viver sua própria vida.
Mandou todos a merda e riu mais um pouco, porque não seria naquele momento que pessoas fracassadas deixariam de aparecer.
Pelo contrário, apareciam mais e mais. Falavam cada vez mais.
E tudo simplesmente pelo fato de que ele não se importava mais. Quanto menos dava atenção, mais falavam.
E por ai continuou, apenas fechou a sua porta e colocou o aviso “Não Perturbe”.
E aquele que aparecesse em seu caminho para provocar, esse sim teria problemas.
Ele seria tão superior em não julgar, que a pessoa colocaria todo o seu veneno de volta na boca e acabaria envenenada por si mesma.
É, ele era inteligente demais pra tudo isso.
Ele sim foi bravo.
Ele é aquele que acredita em si mesmo.
Ele é aquele que não fala do outro e que pensa mil vezes antes de comentar.
Ele é aquele fiel, digno de palavra.
Ele pode ser eu, você ou todos nós.
Só basta você pensar e ser corajoso o bastante pra saber se quer subir na vida ou continuar idolatrando o outro. 
E só irracionais e gente de cabeça pequena, com vida fútil escolhe querer viver a vida de alguém. Pessoas que não sabem o que é ser Homem ou Mulher de verdade, de encarar os outros, não com força, com os olhos, cabeça erguida e palavras.
O mundo está do jeito que está porque falta coragem.
São poucos os bravos. São poucos os “eles”.
E de uma coisa era certa, ele morreu rindo.

(Rodrigo Burgese - Não Perturbe)

13 notes

  1. jet-aime-pour-toujours reblogged this from hangoveeeer
  2. hangoveeeer reblogged this from therunawayjournal
  3. feelipe-style reblogged this from therunawayjournal
  4. onlyasmalllife reblogged this from therunawayjournal
  5. prefiroamor reblogged this from sorrirechorar
  6. sorrirechorar reblogged this from yvasques
  7. yvasques reblogged this from therunawayjournal
  8. burgese reblogged this from therunawayjournal
  9. therunawayjournal posted this